Abdômen

  • 01_montenegro_blog_mai
    Permalink Gallery

    Associação da abdominoplastia com a lipoaspiração para um abdômen perfeito

Associação da abdominoplastia com a lipoaspiração para um abdômen perfeito

O sonho de obter uma barriga lisinha, sem gordura ou flacidez pode ser alcançado através da lipoabdominoplastia
Se você tem gordura abdominal acumulada, sabe o quanto é difícil eliminá-la. Os depósitos se formam ao redor da cintura alterando sua silhueta e refletem diretamente na sua autoestima. Mesmo a combinação de exercícios, dietas e alguns tratamentos estéticos podem não ser eficientes em determinados casos. A associação entre a abdominoplastia e lipoaspiração pode ser a solução para o abdômen dos seus sonhos
Por que combinar a abdominoplastia e a lipoaspiração?
Para responder essa questão, vamos explicar a diferença entre os dois procedimentos. A lipoaspiração elimina a gordura localizada, o que pode ocorrer até mesmo em pessoas magras. Já a abdominoplastia elimina a pele em excesso, sem necessariamente haver o depósito de gordura.

Elas se complementam em um paciente com acúmulo muito grande de gordura, porque ao ter esse depósito adiposo eliminado, terá como resultado a flacidez da pele sem o preenchimento que existia. Ao associar os procedimentos o paciente obtém um contorno corporal mais significativo.
Qual o perfil ideal para a lipoabdominoplastia?
Pacientes com peso próximo ao ideal, com acúmulo de gordura na região do abdômen, seja decorrente de grandes emagrecimentos ou gestação e desejam eliminar esse incômodo podem se beneficiar com a lipoabdominoplastia.

Abdominoplastia e gravidez combinam?

Abdominoplastia e gravidez estão muito bem relacionadas. A cirurgia pode ser realizada um período após o parto, especialmente quando a mulher decide que não quer ter mais filhos. O desejo pelo procedimento após o nascimento do bebê surge devido à aparência da pele da barriga, que fica esticada e flácida.
Abdominoplastia após a gravidez
A abdominoplastia remove o excesso de pele, a flacidez muscular e os depósitos de gordura. Este é um procedimento recomendado para pessoas que perderam muito peso e mulheres que já tiveram gestações e não pretendem ter outros filhos. É importante lembrar que a abdominoplastia traz resultados em relação aos fatores mencionados anteriormente e não à gordura em si.
Gravidez após a abdominoplastia
A informação mais importante a se saber é que a futura mãe só poderá engravidar um ano após a realização da cirurgia, devendo manter o cuidado de não engordar muito durante a gestação para manter o resultado. Alterações do peso e cicatrizes de cirurgias do parto podem reduzir a eficácia e longevidade do tratamento.
Durante este processo, a mulher deverá investir em óleos e cremes hidratantes para utilizar na barriga e nos seios, tomar banhos rápidos com água morna e beber bastante água, isso irá minimizar as chances de flacidez e estrias no futuro.

  • marco-03
    Permalink Gallery

    3 perguntas mais frequentes de quem deseja realizar abdominoplastia

3 perguntas mais frequentes de quem deseja realizar abdominoplastia

Toda mulher deseja eliminar aquela barriguinha indesejável, principalmente quando decide colocar um biquíni ou uma blusa mais curta. Em alguns casos, a lipoaspiração dá conta em resolver o problema, porém, em outros, somente a abdominoplastia poderá trazer o resultado desejado. A plástica abdominal é um dos procedimentos mais realizados em cirurgia plástica e nesse post trazemos as três perguntas mais frequentes entre as pacientes:

1) Quantos quilos a cirurgia plástica do abdômen me fará perder?

É preciso entender que a abdominoplastia não deve ser feita com o objetivo do emagrecimento. Ela é uma cirurgia plástica para modelar a barriga. Por ser uma operação que retira uma quantidade de pele e de gordura, é evidente que se perca peso, entretanto, essa não é a sua finalidade, e sim diminuir as proporções do abdômen, de modo que ele fique esteticamente equilibrado em relação ao resto do corpo.

2) A cirurgia me impedirá de ter filhos futuramente?

É aconselhado deixar a cirurgia para depois caso esteja em seus planos engravidar. Mas quem avalia a conveniência da abdominoplastia quando se deseja um novo filho é o médico ginecologista. Os resultados dessa operação, caso engravide, dependerão do acompanhamento do médico especialista.

3) Quando poderei notar o resultado definitivo da cirurgia?

Os seis primeiros meses após a cirurgia não são os ideais para se avaliar qualquer resultado. Dentro desse período o abdômen apresentará inchaços que diminuirão gradativamente, além do aspecto esticado. Os exercícios orientados para a modelagem da área operada e o tratamento estético são essenciais para que o tempo de evolução do pós-operatório seja o menor possível.

Conheça os tipos de abdominoplastia

Todo mundo que deseja uma barriga lisinha sabe que a melhor maneira para se livrar da flacidez da região é através da abdominoplastia. O que poucas pessoas sabem, é que existem 4 maneiras de realizar o procedimento, e nós vamos te contar um pouquinho sobre cada uma delas:

Abdominoplastia clássica: A dermolipectomia abdominal, também chamada de abdominoplastia, é o procedimento cirúrgico que visa remover flacidez muscular e excessos de pele na região abdominal, fatores que ocorrem após flutuações acentuadas de peso. É realizada tanto na porção inferior, quanto na porção superior da barriga.

Abdominoplastia extensa: Essa técnica é similar à clássica, porém nela também são removidos excessos gordurosos nas laterais da barriga, o que oferece um aspecto mais equilibrado ao abdômen.

Miniabdominoplastia: É a mesma técnica da abdominoplastia, porém numa versão reduzida. Normalmente, é indicada para quem possui uma quantidade pequena de flacidez, sem apresentar muitas sobras de pele. Sua realização é indicada apenas para a porção inferior do abdômen.

Lipoabdominoplastia: É a junção das técnicas de abdominoplastia e lipoaspiração, que remove excessos de pele, gordura e flacidez e remodela por completo a silhueta.

Estômago alto após abdominoplastia

O estômago alto, também conhecido como barriga estufada, é um incômodo para quem busca um abdômen lisinho e pode ocorrer devido a vários fatores, como o biótipo corporal (alguns tipos de corpos, como o oval e o triangular, são mais propensos a apresentarem o “problema”), a gordura intra-abdominal (que quando acumulada com predominância intra-abdominal, deixa o abdômen mais globoso), gases e inchaço após a abdominoplastia.

Relação com a abdominoplastia

Pacientes se queixam de “estômago alto” com mais frequência nos primeiros meses após a plástica de abdômen, isso está associado ao edema (famoso inchaço), devido à organização dos tecidos de cicatrização. Em outras situações, pode ter acontecido dos pontos de “amarração da musculatura” – que funcionam como uma espécie de espartilho cirúrgico – terem se soltado (mas isso não é frequente).

Como resolver

Invista na ingestão de alimentos funcionais, que são grandes aliados na redução da distensão abdominal (são altamente ricos em fibras), e no chá verde, que possui polifenóis. Além disso, a drenagem linfática é imprescindível, uma vez que após uma cirurgia, nosso corpo costuma reter mais líquidos do que o normal, e essa massagem terapêutica irá auxiliar na diminuição de retenção de líquidos, melhorando a circulação.

Umbigo após a abdominoplastia

Uma das grandes dúvidas das pessoas que decidem realizar uma abdominoplastia é em relação ao umbigo: como vai ficar? Reconstrói? Nós consultamos o Dr. Wagner Montenegro para esclarecer esse assunto. Acompanhe!

Na plástica do abdômen, a incisão para remover as sobras de pele é feita acima da linha dos pelos pubianos, em formato de semicírculo, como a de uma cesariana, um pouco mais extensa lateralmente. Uma vez feita a incisão, o cirurgião plástico remove os excessos da região abdominal, proporcionando um novo desenho ao contorno corporal.

O reposicionamento do umbigo é necessário em casos em que a remoção de pele é muito grande e se deseja um resultado estético melhor. Quando o umbigo é refeito, a cicatriz fica localizada dentro da cavidade umbilical, ou seja, não fica visível, e o (a) paciente ganha uma aparência nova na região, trazendo mais harmonia com o novo aspecto do abdômen.

A recuperação e cicatrização completa da pele é um processo que passa por etapas: na primeira etapa é comum que ela fique alargada e sua tonalidade passa por um escurecimento. O clareamento se dá de modo gradual e após o décimo segundo mês a tonalidade fica bem próxima da coloração normal da pele. Esse fato pode causar preocupação nos pacientes, mas é um processo natural e gradativo.

Alimentação no pós-operatório da abdominoplastia

Não é novidade pra ninguém que nós somos o que comemos e, após a abdominoplastia, é imprescindível que tenhamos cuidado redobrado com a nossa alimentação. O Dr. Wagner Montenegro conta para os leitores do blog quais são os alimentos em que se deve investir ou aqueles a evitar durante o pós-operatório de uma das plásticas mais desejadas pelos brasileiros.

Alimentos para investir

A hidratação é muito importante nessa etapa. Por isso, beba bastante água. Outra dica é comer melancia, melão e abacaxi, que são frutas que ajudam a hidratar o organismo, compensar a perda de líquidos e diminuir o inchaço causado pela cirurgia. Suco de limão também é uma boa pedida, pois o limão retém a hemoglobina, evitando a anemia. Procure acrescentar ovos em seus pratos, que fornecem proteínas e possuem alta digestibilidade.

Alimentos para evitar

Sim, infelizmente vamos colocar o seu querido chocolate na lista de proibidos! Ele é rico em gorduras trans e saturadas e, assim como os doces e salgadinhos, não contribui para a digestão, além de ser fonte de açúcar em grande quantidade.

Acabe com a gordura localizada com a lipocavitação

Com as altas temperaturas chegando, ninguém quer ficar com aquela “barriguinha” na hora de colocar o biquíni. Tendo isso em vista, os profissionais da Montenegro Cirurgia Plástica disponibilizaram a lipocavitação. Ficou curiosa? Calma aí que a gente já vai te explicar o que é:

Trata-se de um tratamento estético indicado para, principalmente, casos de gordura localizada. Apesar da lipocavitação não ser um tratamento para sobrepeso ou obesidade, pessoas que possuem um corpo saudável, mas estão infelizes com o shape de suas barrigas, por exemplo, podem encontrar a solução para os seus casos através desse procedimento.

Como funciona

Utiliza-se o ultrassom para reduzir a gordura, que é emitido por uma máquina e age diretamente na área de tratamento. Para que haja propagação de ultrassom é necessária a aplicação de um gel condutor sobre a pele, ocorrendo, assim, uma conversão de energia sonora em calor, para que o aparelho possa provocar o aumento da movimentação molecular.

A energia ultrassônica emitida penetra até a gordura subcutânea, gerando os adipócitos (pequenas bolhas dentro das células de gordura), causando a agitação no interior da célula e levando ao seu rompimento. No fim, a gordura se divide em ácido graxo e glicerol, sendo eliminados pelo fígado e urina, respectivamente, diminuindo as medidas e trazendo o resultado esperado pela paciente.

Emagreci, e agora? Como acabar com a flacidez da barriga

É comum entre as pessoas que passaram por um emagrecimento severo o surgimento da flacidez na barriga. Isso é decorrente da diminuição da tonicidade da pele e existem diversas maneiras de acabar, combater e prevenir o temido aspecto “barriga de avental”.

Cremes e loções

A indústria de cosméticos avança cada vez mais nesse ponto, e cremes que possuem substâncias como a manteiga de karité e o DMAE reduzem a retenção de líquidos nos tecidos e eliminam as toxinas que causam flacidez. Esta solução é indicada apenas para casos muito leves e deve ser combinada com outros tratamentos.

Alimentação

A vitamina C é a maior aliada da pele, ou seja, invista em frutas cítricas. Uma outra opção é a gelatina, que possui colágeno, responsável pela firmeza do tecido cutâneo, ajudando a emagrecer sem ficar com excesso de pele. Inclua em suas refeições!

Exercício físico

Exercitar o seu corpo é essencial, pois através da atividade física, seus músculos ficarão preparados para o emagrecimento. Os exercícios possuem um benefício adicional que é o ganho de massa magra: sabe aquele tanquinho torneado? Você pode ter! Aposte em dança, hidroginástica e musculação.

Tratamento ou cirurgia

Existem diversos tratamentos para o combate à flacidez como o laser infravermelho e a carboxiterapia, mas nenhum supera os resultados de uma abdominoplastia: uma cirurgia plástica que remove o excesso de pele, a flacidez muscular e os depósitos de gordura, trazendo o resultado de “barriga lisinha” que muitos procuram. Consulte um profissional para avaliar seu caso.

De bem com seu corpo: cirurgia após grandes emagrecimentos

Na luta pelo emagrecimento, muitas batalhas físicas e psicológicas são travadas e, quem passou por grandes emagrecimentos, seja através de reeducação alimentar e exercícios físicos ou por uma redução de estômago, sabe que este é o primeiro passo. Após a liberação do médico, constata-se a necessidade de uma cirurgia para coroar este resultado.

A cirurgia após grandes emagrecimentos é indicada para pessoas que passaram por perda de peso severa – como cirurgias de redução de estômago – e que após a perda de peso ficaram com excesso de pele. Ela engloba praticamente todos os tipos de cirurgia e, na maioria das vezes, requer várias intervenções para a obtenção do resultado final.

As cirurgias mais indicadas nesse caso são a abdominoplastia e dermolipectomia de braços, coxas e flancos, porém alguns cuidados devem ser tomados antes dessas cirurgias. Estes procedimentos envolvem a retirada de grandes quantidades de tecidos e tem uma incidência maior de retoques para correções de cicatrizes e excessos residuais de pele.

O preparo pré-operatório destes pacientes deve ser rigoroso, com a avaliação multidisciplinar e correção da anemia e deficiência de vitaminas, quando presentes.

  • Reduza as medidas da barriga
    Permalink Gallery

    Operação seca barriga: veja como é possível reduzir medidas nesta região

Operação seca barriga: veja como é possível reduzir medidas nesta região

A barriguinha saliente acaba com qualquer look e com o bom humor de muitas pessoas. Você sabia que alguns alimentos e maus hábitos propiciam a protuberância nesta região? Carboidratos refinados tendem a fazer a gordura se acumular no abdômen. As bebidas gasosas também dilatam o estômago e fazem o volume da barriga incomodar. Reduza ou elimine o consumo de doces, bolos, bolachas e refrigerantes.

Para dar fim ao aspecto “inchado” na região da barriga, invista em leguminosas como lentilha, feijão e grão-de-bico que contém magnésio e favorecem os movimentos intestinais. A dica é deixá-los de molho ao menos duas horas antes do preparo. Suco verde, à base de couve, hortelã ou agrião, hidratam e melhoram a flora intestinal. Além de desintoxicantes, favorecem a evacuação e o desinchaço da barriga.

Postura é tudo! Manter a coluna ereta e o quadril encaixado evita aquela gordura que se acumula na altura do umbigo. Inclua exercícios em sua rotina, principalmente os aeróbicos, já que eles usam a gordura estocada no corpo como “combustível”. Caminhada, corrida e spinning são boas opções.

Descubra se você é uma boa candidata à lipoescultura!

Pacientes com pequeno acúmulo de gordura localizada, com peso próximo ao ideal, sem sobra de pele e que desejam aumentar o volume em alguma região do corpo podem se beneficiar com a lipoescultura, técnica que modela a silhueta corporal.

Quando em algumas áreas do corpo há um leve excesso de gordura, enquanto em outras falta preenchimento, a técnica de lipoescultura pode ser aplicada pelo cirurgião plástico e obter ótimos resultados.

Neste procedimento a gordura aspirada é purificada, concentrada e utilizada para dar volume a outras partes do corpo, como os glúteos. A associação de lipoescultura com outras cirurgias é, inclusive, muito comum, como abdominoplastia, mamoplastia de aumento e rinoplastia.

Os resultados são visíveis logo após a realização do procedimento. Porém, o edema (inchaço) pode prejudicar esta visualização. Em menos de um mês este inchaço desaparece e após seis meses a cicatrização deve estar completa.

  • blog_montenegro_8
    Permalink Gallery

    O “projeto verão” para ter a barriga dos sonhos começa durante o inverno

O “projeto verão” para ter a barriga dos sonhos começa durante o inverno

Excesso de pele e flacidez na região da barriga estão entre as queixas constantes de pacientes que, mesmo após uma alimentação equilibrada e uma rotina de exercícios físicos, não conseguem eliminar o excesso de gordura localizada e a flacidez. Grandes emagrecimentos, gestação, fatores hormonais e genéticos, envelhecimento natural, entre outros fatores podem gerar o desconforto com esta região.

A abdominoplastia remove a pele que está em excesso na barriga, deixando as curvas mais harmônicas e bonitas. É indicada às pessoas que estão em seu peso ideal, mas precisam definir a região, melhorando o aspecto da pele e retirando os excessos.

Quando, em comum acordo com o cirurgião plástico, opta-se pela abdominoplastia, é preciso levar em consideração o tempo de recuperação antes de retornar às atividades normais.

Ao operar no inverno, você estará plenamente recuperado até o verão e poderá aproveitar o melhor que a estação tem a oferecer.

Ganhando novas formas com a lipoabdominoplastia

Para planejar uma cirurgia plástica, é importante a escolha do cirurgião, conferindo todas suas qualificações e expertise, além de tirar suas dúvidas em uma consulta e conhecer
todas as técnicas da cirurgia plástica, visando obter o resultado que você deseja.

Recuperar sua autoestima, fazendo você se sentir bem com seu corpo, com um abdômen livre de gordura localizada e sem pele excedente é o objetivo da lipoabdominoplastia, a associação da lipoaspiração e da abdominoplastia.

A lipoaspiração e a abdominoplastia são dois dos procedimentos mais procurados por pacientes nos consultórios. Indicada para casos como os grandes emagrecimentos, a associação das cirurgias torna-se a melhor alternativa.

A lipoabdominoplastia promove, através da lipoaspiração, a retirada da gordura localizada e, através da abdominoplastia, a eliminação da pele excedente. Com isso, o abdômen ganha um aspecto mais belo e saudável.

O resultado, com melhor definição do abdômen, pode ser visto logo após o procedimento e, a silhueta final pode ser conferida após um ano da realização da cirurgia. O pós-operatório exige repouso, manter uma postura curvada por até sete dias e uso de cintas compressivas.

 

Da Redação

Abdominoplastia não é um recurso de emagrecimento

É muito comum que se acredite que a abdominoplastia seja uma técnica de emagrecimento, mas essa cirurgia plástica tem outra finalidade. A abdominoplastia é feita em casos em que há excesso de pele, resultante, por exemplo, de grandes emagrecimentos ou após uma gravidez. A técnica também trata a flacidez muscular e elimina depósitos de gordura.
É natural uma ligeira perda de peso após o procedimento, visto que são retirados pele e gordura que estavam em excesso, mas o emagrecimento não é a finalidade. O abdômen ganha novos contornos, mais “enxutos”, mas, para se submeter a uma abdominoplastia o paciente não pode estar muito acima do peso e precisa ainda ter hábitos saudáveis de alimentação.
Da Redação