Mamoplastia de aumento

Seios caídos nunca mais: saiba como

Sabemos que nossos seios não serão os mesmos da juventude, afinal, com o passar do tempo eles vão perdendo sua firmeza e, uma hora, chegará o momento em que será inevitável vê-los caídos. Entre os fatores que ameaçam a firmeza, tonicidade e juventude dos seios, está o tamanho dos mesmos, a amamentação, mudanças de peso e inclusive o tipo de sutiã que se utiliza. A solução para isso é encontrada no lifting de mama.
A cirurgia
A cirurgia é indicada para mulheres com mais de 35 anos ou aquelas que já tiveram filhos e não desejam outras gestações. O procedimento pode ser feito individualmente ou em associação com a mamoplastia de redução ou de aumento. Durante o procedimento, o excesso de pele é retirado e a pele restante, esticada. Com o auxílio de um bisturi, uma incisão é cuidadosamente feita ao longo das linhas pré-marcadas. A incisão estende-se além do perímetro superior da aréola. A região abaixo dela será unida e esticada, deixando a mama mais firme.
Pós-operatório
É comum a presença de dores leves, que são controladas com analgésicos prescritos pelo cirurgião. Além disso, pode ocorrer o aparecimento de edemas e equimoses, que desaparecem em algumas semanas. As bandagens e os drenos – se houver – são removidos em alguns dias. Os pontos são retirados no período de sete a catorze dias de pós-operatório. Importante: para que o resultado da cirurgia seja o esperado, é imprescindível o cumprimento de todas as orientações pós-operatórias e a não realização de esforço.

Vou perder a sensibilidade dos seios se colocar silicone?

Há anos a mamoplastia de aumento é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas mulheres e uma de suas principais dúvidas refere-se à perda de sensibilidade dos seios.
Entenda mais sobre essa questão:
De acordo com o Dr. Wagner Montenegro, durante os primeiros seis meses de pós-operatório é comum que ocorra a diminuição da sensibilidade das aréolas devido ao inchaço nos nervos da região, mas não é preciso se preocupar: a sensibilidade volta gradativamente ao normal com o tempo.
Além disso, é preciso lembrar que outros fatores também possuem efeitos sobre a sensibilidade do mamilo, como o envelhecimento da pele e seus efeitos, a pele mais fina ou a diminuição no tamanho dos seios, que também pode causar uma mudança na área de sensibilidade.
Outra situação comum no pós-operatório é o aumento da sensibilidade e, para se livrar do incômodo, o recomendado é massagear suavemente o local, para normalizar mais rápido as sensações. Entretanto, a melhor opção é sempre consultar o médico cirurgião e tirar todas as dúvidas, afinal, cada organismo se manifesta de uma maneira.

Qual o melhor tipo de incisão para a prótese de silicone?

A cirurgia de implante de silicone nos seios é uma das mais desejadas entre o público feminino por ser cada vez mais segura e trazer resultados naturais. Isso é possível graças aos diversos tipos de próteses e vias de inserção, que são escolhidas de acordo com o perfil da paciente.

Entre os tipos de técnica de inserção, estão a periareolar (ao redor das aréolas), axilar (pelas axilas) e inframamária (sob as mamas) e o implante pode ser alojado tanto em cima quanto em baixo dos músculos mamários.

Periareolar: É feita em volta da área circular que envolve o mamilo. Ao realizá-la, o cirurgião tem acesso aos quatro quadrantes da mama. Essa incisão é considerada uma ótima opção para pacientes que necessitem de redução da aréola.

Inframamária: É a mais utilizada no ramo por possuir cicatrização mais rápida e doer menos no pós-operatório. Porém, a recomendação varia de acordo com a paciente, uma vez que o tamanho e a espessura das glândulas mamárias variam de organismo para organismo.

Axilar: A técnica é feita pela axila e sua maior vantagem é em relação à cicatriz, que não fica na mama. É recomendada para pacientes que possuem mamas pequenas, sem ptose e com o sulco mamário pouco definido.

  • protese_silicone
    Permalink Gallery

    Prótese de silicone não prejudica processo de amamentação

Prótese de silicone não prejudica processo de amamentação

Depois que Deborah Secco afirmou não conseguir amamentar sua filha devido às suas próteses de silicone, muitas mulheres ficaram intrigadas e com dúvidas em relação ao silicone e a amamentação.Por isso, estamos aqui para tranquilizá-las e dizer que a prótese definitivamente não influencia na hora de alimentar o seu filho.

O implante de silicone é feito de um gel coeso, que não vaza nem escorre, revestido por uma outra cápsula de silicone. Quando inserido corretamente por um médico habilitado, bem treinado, e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, ficará exatamente atrás da glândula mamária ou atrás do músculo peitoral.  Essa localização não possui nenhuma influência na hora do corpo humano produzir o leite. Se a mulher tiver genética para aleitar, ela irá aleitar sem nenhuma interferência da prótese.

O tamanho dos seios também não indica se uma mulher terá menos ou mais leite. “A quantidade de leite produzida não está relacionada ao tamanho das mamas, e sim ao estímulo hormonal que a mulher terá durante a fase de gestação”, afirma o Dr. Wagner Montenegro, acrescentando que uma paciente pode amamentar normalmente seis meses depois de ter colocado a prótese de silicone, pois os ductos mamários já se adaptaram ao implante.

A única plástica de seios que deve ser pensada com maior cautela é a mamoplastia redutora, pois há um risco de diminuição de volume lácteo devido à diminuição glandular, muito comum nesse tipo de cirurgia.Mas isso será assunto para um próximo post aqui no blog, fique ligada!

Mamoplastia de aumento é assunto para adolescentes?

Cada vez mais cedo as meninas se interessam pela mamoplastia de aumento, dada a disseminação das informações, principalmente via internet, mas a questão deve ser tratada com muito cuidado entre a adolescente, os pais e o cirurgião plástico.

Isso porque é possível realizar uma cirurgia com inserção de prótese de silicone nas mamas ainda durante a adolescência, mas somente após o aval do médico responsável e com o desenvolvimento total das mamas.

A expectativa das garotas pode não condizer com a realidade, optando por próteses exageradas e que não se equilibrem com as formas do corpo. A decisão de quantos “mls” devem ser colocados leva em consideração a estrutura corporal, volume prévio das mamas, tipo de pele, entre outros fatores. O objetivo é um resultado natural com mamas que permitam à adolescente retomar a autoestima, se sentindo bem com seu próprio corpo.

Como nesta fase a adolescente ainda não tem o poder de decisão, ela precisa de um acompanhamento ainda mais próximo dos pais e, é claro, como toda paciente, realizar todos os exames que viabilizam a cirurgia plástica.

  • Recupere-se da mamoplastia de aumento respeitando o pós-operatório
    Permalink Gallery

    Recupere-se da mamoplastia de aumento respeitando o pós-operatório

Recupere-se da mamoplastia de aumento respeitando o pós-operatório

Entre as cirurgias mais buscadas está a mamoplastia de aumento, com inserção de próteses de silicone, e uma das preocupações das mulheres em consulta é sobre a recuperação. O período de repouso do pós-operatório deve ser respeitado para obter melhores resultados, indiferente da via de acesso de inserção da prótese e do posicionamento (acima ou abaixo do músculo).

Na primeira semana após a cirurgia, na hora de dormir, a indicação é que a paciente deite de barriga para cima. Após a segunda semana é possível dormir de lado. O uso do sutiã pós-cirúrgico também é muito importante em todo o período de recuperação, pois ele deixa a mama imobilizada, evita com que a paciente sinta o peso da prótese.

Algumas dicas ajudam na recuperação:

Evite movimentos bruscos e excessivos, principalmente nos 10 primeiros dias, para garantir uma boa cicatrização;
Não dirigir antes da liberação do médico (aproximadamente, três semanas);
Se exponha ao sol gradativamente após 30 dias, sem que haja incidência solar direta na cicatriz.

  • Como o ganho e a perda de peso influenciam no aspecto das mamas
    Permalink Gallery

    Como o ganho e a perda de peso influenciam no aspecto das mamas

Como o ganho e a perda de peso influenciam no aspecto das mamas

O efeito sanfona age diretamente nas mamas, trazendo consequências indesejadas para quem passa por ganhos ou perdas de peso significativas. Flacidez e estrias podem deixar a autoestima feminina vulnerável.

Os seios são formados, basicamente, por gordura e glândulas mamárias. Caso a mulher engorde em excesso, a elasticidade da pele das mamas é prejudicada, gerando as indesejáveis estrias. Se a mulher apresenta significativa perda de peso, o resultado será flacidez ou pele em excesso.

Para ambos os casos, existem procedimentos que retomam a forma natural dos seios. A mastopexia, a mamoplastia redutora ou mamoplastia de aumento podem auxiliar neste processo de redescoberta da autoestima da mulher.

Mamoplastia: quanto mais natural, melhor

Por vários anos, as mulheres que buscavam informações em consulta sobre mamoplastia possuíam o desejo de implantes de silicone nas mamas com aspectos exagerados, não condizentes com o equilíbrio corporal, mas agora este desejo está se tornando a minoria.

Com o acesso às técnicas utilizadas e maior esclarecimento sobre o assunto, as pacientes pretendem passar por uma cirurgia que valorize as formas naturais, renovando a autoestima, sem chamar tanto a atenção. É crescente também o número de mulheres que desejam reduzir o tamanho das próteses de silicone implantadas.
Para chegar ao tamanho ideal das próteses de silicone, o cirurgião leva em conta a estrutura corporal, altura, peso, largura dos ombros, quadril e volume das mamas, além da expectativa da paciente e, durante a conversa, definem um ponto de equilíbrio.
Quando os diversos aspectos não são considerados, problemas estéticos podem ocorrer como surgimento de estrias por distensão excessiva da pele; desproporcionalidade com o tórax e a estatura; flacidez mamária e prótese marcada, por insuficiência de cobertura dos tecidos naturais. Também é comprovado que, mulheres com próteses acima das recomendadas, podem passar por uma alteração postural com repercussão na coluna vertebral devido ao excesso de peso.

  • blog_montenegro_1 (1)
    Permalink Gallery

    Seios bonitos: tudo o que você precisa saber sobre próteses de silicone

Seios bonitos: tudo o que você precisa saber sobre próteses de silicone

Tire suas dúvidas sobre a mamoplastia de aumento

Destacar os seios com belos decotes e sentir-se segura em um biquíni cortininha ou ainda aumentar o número do sutiã para realçar toda a feminilidade, são o sonho da maioria das mulheres que procuram por uma mamoplastia de aumento. Neste post, vamos dar alguns detalhes sobre a técnica e esclarecer algumas das principais dúvidas que chegam aos consultórios.

 

A segurança das próteses de silicone

Algumas pacientes chegam com a dúvida sobre a segurança das próteses. Utilizamos próteses de última geração, feitas com gel de alta coesividade, pois são elas que garantem a completa aceitação pelo organismo e uma boa textura, agradável e resistente ao mesmo tempo, com risco reduzido de ruptura. Por se tratar de uma cirurgia, todos os cuidados indicados pelo cirurgião plástico no pré e pós-operatório devem ser seguidos à risca para restringir ao máximo os riscos de complicações e garantir plena recuperação.

Como se escolhe o tamanho das próteses?

Durante a primeira consulta é o momento para a paciente falar ao cirurgião plástico tudo o que deseja. Depois, são calculadas a largura e a altura de suas mamas, pois com esses dados o cirurgião saberá quais são as melhores opções de volume e perfil do implante, para garantir um resultado natural, harmônico, e que atenda às expectativas da paciente. Provas de moldes também são feitas para ajudar na escolha e tornar mais fácil a visualização do resultado final e, aliando ao conhecimento técnico e estético do cirurgião plástico, fazer a melhor escolha.

Mais volume ou mais projeção?

São várias as características das próteses de silicone, com tamanhos e perfis diferentes, estes últimos responsáveis pela projeção dos seios, ou seja, se vão ficar mais empinados ou não. Conversando com o cirurgião [...]

Saiba como é colocada a prótese de mama

As próteses de silicone podem ser colocadas em dois lugares diferentes, dependendo da avaliação do cirurgião plástico.
As próteses podem ser colocadas abaixo do músculo do peitoral ou acima dele. Quando a opção é a submuscular, a prótese de silicone é colocada abaixo do músculo peitoral. Já na técnica subglandular, o implante é feito abaixo do tecido mamário, localizando-se acima do músculo peitoral. Para saber qual local é o melhor, o cirurgião plástico fará uma avaliação detalhada da paciente.
Da Redação
 

Qual o tamanho das minhas próteses de mama?

Quem vai fazer a cirurgia para aumentar as mamas enfrenta o dilema de escolher o tamanho das próteses de silicone. Para tomar essa decisão é fundamental uma boa conversa entre paciente e cirurgião plástico, porque a escolha deve ser feita levando em conta vários fatores, entre eles a questão estética e também as condições físicas da paciente. Tudo isso será avaliado cuidadosamente pelo médico.
Durante a consulta, o cirurgião plástico irá avaliar o que é melhor para a paciente, e um dos fatores que e leva em consideração é o grau de flacidez da pele. Uma pele que apresenta flacidez, por exemplo, pode não acomodar muito bem a prótese de silicone, caso ela seja pequena. Já uma pele com pouca elasticidade pode estirar com a prótese muito grande, provocando o aparecimento de estrias.
O cirurgião plástico também avalia o peso das próteses que serão implantadas, para evitar desconfortos e até mesmo lesões na coluna. Uma prótese muito pesada pode causar dores nas costas e até escoliose, que é um desvio na coluna. Para evitar esse problema, podem ser feitos testes com o auxílio de um sutiã sem o ferrinho de sustentação, acondicionando próteses de tamanhos diferentes até se ter uma noção do tamanho ideal e de como os seios ficarão após a plástica.

Da Redação