abril-06

Sabemos que nossos seios não serão os mesmos da juventude, afinal, com o passar do tempo eles vão perdendo sua firmeza e, uma hora, chegará o momento em que será inevitável vê-los caídos. Entre os fatores que ameaçam a firmeza, tonicidade e juventude dos seios, está o tamanho dos mesmos, a amamentação, mudanças de peso e inclusive o tipo de sutiã que se utiliza. A solução para isso é encontrada no lifting de mama.

A cirurgia

A cirurgia é indicada para mulheres com mais de 35 anos ou aquelas que já tiveram filhos e não desejam outras gestações. O procedimento pode ser feito individualmente ou em associação com a mamoplastia de redução ou de aumento. Durante o procedimento, o excesso de pele é retirado e a pele restante, esticada. Com o auxílio de um bisturi, uma incisão é cuidadosamente feita ao longo das linhas pré-marcadas. A incisão estende-se além do perímetro superior da aréola. A região abaixo dela será unida e esticada, deixando a mama mais firme.

Pós-operatório

É comum a presença de dores leves, que são controladas com analgésicos prescritos pelo cirurgião. Além disso, pode ocorrer o aparecimento de edemas e equimoses, que desaparecem em algumas semanas. As bandagens e os drenos – se houver – são removidos em alguns dias. Os pontos são retirados no período de sete a catorze dias de pós-operatório. Importante: para que o resultado da cirurgia seja o esperado, é imprescindível o cumprimento de todas as orientações pós-operatórias e a não realização de esforço.