MONTENEGRO - Cirurgia Plástica

Otoplastia

Plástica de orelha / orelha de abano / correção de deformidade da orelha / lóbulo rasgado

A cirurgia para correção de deformidades na orelha é chamada de otoplastia. Essas deformidades podem ser de origem genética, traumática ou causadas em decorrência de outras doenças. Acidentes e/ou atritos constantes – como os sofridos pelos praticantes de lutas.

A deformidade mais comum é a popularmente chamada orelha de abano ou orelha em abdução. Neste caso, a cirurgia é indicada para aproximar a orelha da cabeça, corrigindo, assim, a forma e o desenho. Porém, pode-se utilizar da otoplastia também para o caso de orelhas grandes e lóbulo rasgado.

Existem três tipos de deformidades da orelha: posição, formato e tamanho. A deformidade de posição pode ser a chamada orelha de abano, na qual a orelha está muito afastada da cabeça. Já a de formato está relacionada à má-formação da orelha. Por fim, a de tamanho acontece quando uma orelha tem dimensão diferente da outra.

Tecnicamente, o procedimento pode ser realizado a partir dos sete anos, período em que a estrutura já está formada e com o tamanho muito próximo daquele que terá na fase adulta. No caso das orelhas de abano, o fator determinante é o bullying que as crianças podem sofrer dos colegas da escola, que começam a dar apelidos maldosos, deixando a criança desconfortável e insegura. Nos outros casos, o procedimento é indicado para pacientes que sentem incômodo e desconforto com a forma de suas orelhas.

A otoplastia pode ser feita com anestesia local, local com sedação ou geral de acordo com o tamanho da cirurgia, as condições clínicas ou psicológicas e a idade do paciente. Ela tem duração de uma a duas horas e o tempo de internação depende do tipo de anestesia utilizada: para a local com sedação, de 4 a 8 horas de internação; para a geral, um dia.

O pré-operatório do procedimento consiste na realização de todos os exames laboratoriais prescritos pelo médico, na suspensão de medicamentos anticoagulantes – como o ácido acetilsalicílico – e suspensão do uso de cigarro e bebidas alcoólicas dias antes da cirurgia. Além disso, deve ser realizado jejum absoluto de sólidos e líquidos nas oito horas que antecedem o procedimento. Em caso de gripe ou mal estar, o médico deve ser avisado.

Orelha de Abano

Quando o ângulo entre a cabeça e a orelha é maior do que o normal, é feita uma pequena incisão nesse local e a musculatura da orelha é reposicionada para corrigir o ângulo.

Quando o ângulo da orelha em relação à sua própria concha é maior do que o normal e a anatomia da orelha está alterada, se faz uma incisão na própria orelha através de um afinamento da cartilagem e por vários pontos, corrigindo o ângulo e proporcionando as dobras antes inexistentes.

Além disso, uma associação entre as duas técnicas anteriores pode ser feita, quando, pela própria incisão na orelha, se reposiciona a musculatura, corrigindo o ângulo entre a orelha e a cabeça.

A pele e a camada de gordura sobre a parede abdominal são separadas. O tecido é deslocado em direção à caixa torácica, expondo os músculos abdominais.

Orelhas Grandes

As orelhas podem ser grandes como um todo ou ter o polo superior (parte de cima), o polo médio ou o lóbulo muito grandes em relação às outras partes. A correção dessas dimensões pode ser feita por toda a extensão da orelha ou pode-se diminuir o tamanho só da parte superior, da inferior ou do lóbulo.

Lóbulo Rasgado

Esse é um problema muito comum nas mulheres, principalmente, quando seus brincos engancham na roupa ou quando eles são exageradamente pesados. Para corrigir essa situação, é utilizada a técnica do "caracol", na qual, simultaneamente, se fecha o rasgo e se faz um reforço no novo orifício para que não rasgue novamente.

A otoplastia é realizada por meio de cortes internos na parte da trás da orelha. A pele é deslocada da cartilagem e fixada na nova posição por pontos internos. As técnicas cirúrgicas proporcionam as mais variadas correções possíveis, com cortes cada vez menores e cicatrizes cada vez mais imperceptíveis.

Pós-Operatório

Para alcançar o resultado desejado, alguns cuidados são necessários após a cirurgia. É necessário ter cuidado para não sofrer traumas na orelha e evitar dormir sobre a área operada por três semanas. Para proteger e manter a orelha imobilizada junto à cabeça é obrigatório o uso da bandagem elástica por um mês e meio, apenas para dormir.

Não se deve manipular a região para que a modelagem não seja alterada durante o processo de recuperação e evitar o uso de brincos até a cicatrização total da região.

Logo após a otoplastia, a orelha já está praticamente com o formato final, existindo apenas edema e equimose (inchaço e roxidão), que desaparecem em até três semanas. Os pontos são retirados no período de uma a duas semanas após a operação. A cicatriz leva seis meses para amadurecer e fica escondida nos sulcos da orelha.

A volta às atividades normais, para crianças, é recomendada após uma semana da realização do procedimento. No caso de adultos, dois dias apenas.

Quer saber a melhor maneira de descobrir as respostas relacionadas à otoplastia?

Agende uma consulta com o cirurgião plástico. Ele é a pessoa mais qualificada para analisar o seu caso, pois cada organismo responde de maneira diferente aos procedimentos. O cirurgião plástico é quem encontra a melhor forma de solucionar a sua queixa, desconforto ou constrangimento em relação à sua aparência. É no consultório que todas as dúvidas são esclarecidas, além de ser o lugar em que paciente e cirurgião plástico chegam num consenso sobre a cirurgia plástica escolhida, as melhores técnicas e precauções.

Mas se a sua pergunta sobre determinada técnica não for pessoal e puder ser respondida via e-mail, estamos dispostos a respondê-la por meio do endereço: faleconosco@plasticamontenegro.com.br


Especificações
  • Idade recomendada: a partir dos 7 anos
  • Anestesia: local com sedação ou geral
  • Duração da cirurgia: entre 1 a 2 horas
  • Tempo de internação: entre 12 e 24 horas
  • Pré-operatório: realização de exames laboratoriais e suspensão do uso de medicamentos como, por exemplo, anticoagulantes
  • Pós-operatório: uso de sutiã cirúrgico por, no mínimo, um mês
  • Tempo de recuperação: 10 a 15 dias
Montenegro na mídia
Veja Mais
Montenegro Cultural
Montenegro Cultural

O espaço destinado à difusão e estímulo da cultura, sobretudo quando é divulgada por meio das artes e da ciência - o projeto é desenvolvido e mantido pela Clínica Montenegro.

Bela Ação
Bela Ação

Como a missão de apoiar e dar visibilidade a Organizações Não Governamentais (ONGs) de pequeno porte, alavancando o desenvolvimento dos trabalhos à comunidade - o projeto é desenvolvido e mantido pela Clínica Montenegro.Saiba mais